menu
Santa Cecília do Pavão - PR. | Whatsapp: 4391376555
-
POLÍTICA
POLÍTICA
Postada em 30/04/2016 ás 09h10 - atualizada em 30/04/2016 ás 09h10
SUPLENTE DE VEREADOR CONDENADO ENTRA NA JUSTIÇA PARA REQUERER CADEIRA NO MUNICÍPIO DE SÃO SEBASTIÃO DA AMOREIRA
SUPLENTE DE VEREADOR CONDENADO ENTRA NA JUSTIÇA PARA REQUERER CADEIRA NO MUNICÍPIO DE SÃO SEBASTIÃO DA AMOREIRA

VAGNO ORIAS (PROS) SUPLENTE

O suplente de vereador da Câmara de São Sebastião da Amoreira, Vagno Valério Orias(PROS), constituiu advogado, nesta semana, para junto ao Tribunal de Justiça do Paraná, adiantar o processo, do condenado, Vereador e Presidente da Câmara, Agnaldo dos Santos(PSC), o Polaco Borracheiro.

O suplente de vereador, pela coligação amoreira pode mais, Fez requerimento ao TJ/PR para pedir cumprimento de sentença da decisão colegiada de segundo grau, para que a decisão seja encaminha para a comarca de origem com urgência e conseguinte a posse do suplente.

entenda o caso:

AGNALDO DOS SANTOS foi condenado por corrupção passiva no exercício de função de vereador do município de São Sebastião da Amoreira (gestão 2005/2008), por solicitar vantagem indevida em pecúnia a fim de votar a favor das contas desaprovadas pelo Tribunal de Contas do então ex- prefeito do Município.

Fica evidente a fácil articulação política que pode exercer perante os vereadores do pequeno município de São Sebastião da Amoreira vez que ora ocupa a posição de presidente da Câmara Municipal do Município.

Veja-se que no caso em comento o condenado era vereador, mas não ocupava a posição de presidente da Câmara Municipal e, ainda assim,

Estado do Paraná TRIBUNAL DE JUSTIÇA fls. 37 efetuou manobras e se conluiou com outros vereadores para "vender" votos.
Estando no mais elevado cargo da Câmara Municipal, na condição de presidente e, portanto, exercendo poder sobre os demais vereadores, não há dúvidas da articulação que pode elaborar.

Ainda, AGNALDO não deve perder apenas o cargo de presidente da Câmara, mas também de vereador, vez que ficou claro que não age no exercício da função pública com honradez, aproveitando-se do cargo para obter vantagens pessoais em detrimento do interesse público.

OBS - O condenado, pode recorrer da condenação, junto ao Tribunal de Justiça.
FONTE: 2º CÂMARA CRIMINAL DO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO PARANÁ
leia também
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Enquete
Qual sua expectativa em relação ao novo(a) prefeito(a)?

Péssima
45 votos - 33.6%

Ótima
45 votos - 33.6%

Mais ou menos
44 votos - 32.8%

facebook
twitter
© Copyright 2017 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium